15 de junho de 2017

CLÁSSICOS H.B. / AIC (07): FRANKENSTEIN JR. E OS IMPOSSÍVEIS



 Em 1966, os estúdios Hanna-Barbera criaram uma animação baseada no romance do Moderno Prometeu, escrito por Mary Shelley em 1817, onde a escritora britânica narra a história de Victor Frankenstein, e do seu monstro de laboratório.
 Mesmo se tratando de um romance aterrorizante, a figura amável do Monstro já tinha uma aproximação grande com o público infantil e a ideia de transformá-lo em super-heroi e fazê-lo lutar pelo bem foi usada por Hanna-Barbera no desenho intitulado Frankenstein Jr.
 A animação transforma o monstro do livro num gigantesco robô com super poderes, pronto para combater todos os tipos de vilões.

 Frankenstein Jr. estreou na televisão dividindo o horário com o popular desenho animado Os Impossíveis. Cada programa de meia hora trazia apenas um episódio de Frankenstein Jr. exibido entre dois do trio de herois.

 No desenho, FrankensteinJr. foi criado pelo jovem cientista  Bob Conroy (um garoto dotado de uma grande inteligência) com uma pequena ajuda de seu pai, o experiente cientista Dr.Conroy conhecido mundialmente

pelos serviços prestados a toda comunidade científica.



 O gigantesco robô possuía grandes habilidades, como voar através de jatos embutidos em seus pés, além de poder emitir raios destruidores através dos dedos das mãos. Assim, quando o mundo estava correndo perigo, o pequeno Bob apontava seu anel de controle remoto e ativava Frank, sentava no ombro do robô e os dois saíam pela enorme porta do laboratório para combater o mal, sempre com Bob dando dicas ao Frank de como proceder na luta. A relação de amizade do menino com o Gigante Robô, era outro ponto alto da série.




Apesar das mudanças na história de Mary Shelley para trazer a obra mais para o mundo infantil, muitos elementos do original ainda estão lá. O laboratório da família Conroy, por exemplo, está localizado numa alta montanha em um lugar desconhecido e sombrio, que somente pode ser alcançado pelo alto, lembrando bastante o castelo do Dr. Frankenstein.


**PERSONAGENS / DUBLADORES**

*FRANKSTEIN JR.: JOSÉ SOARES*
*BOB CONROY: MAGALI SANCHES (1ª voz) e MARIA INÊS (2ª voz)*
*Dr. CONROY: WILSON RIBEIRO*

*VAMOS REVER UM EPISÓDIO DE FRANKENSTEIN JR*

*Neste episódio temos Magali Sanches e José Soares dublando o vilão* 



**OS  IMPOSSÍVEIS** 


 Os Impossíveis  foi um desenho produzido pelos estúdios Hanna-Barbera em 1966, que narrava as aventuras de uma banda de rock formada por três rapazes que estavam sempre fazendo shows pelo mundo, e que combatiam o crime nas horas vagas com suas roupas estilosas e penteados modernos (baseado nos Beatles). O seu palco móvel se transformava em um carro voador, e eles partiam para a luta contra vilões após gritarem a famosa frase: "Vamos nós..."
  Impossíveis era tanto o nome da banda quanto o nome do grupo de herois. No dia 10 de setembro de 1966 os estúdios da Hanna-Barbera lançava mais um clássico dos desenhos animados baseado nos costumes da época, dessa vez explorando com ironia duas modas da década de 60, os grupos de rock e os super-herois. O desenho, exibido na rede norte-americana CBS, inicialmente seria chamado de The Incredibles (os primeiros storyboards ainda mostram este título), mas acabou sendo mudado para The Impossibles
 Foram produzidos um total de 36 episódios, e suas histórias viraram quadrinhos no final da década de 60, produzidas pela editora norte-americana "Gold Key" (aqui no Brasil foram publicadas em 1967 pela Editora O Cruzeiro e depois no almanaque "Heróis da TV" da Editora Abril).





**PERSONAGENS / DUBLADORES**
    * HOMEM-MOLA - Era capaz de transformar os braços e as pernas em molas. Baixinho e gordinho, era sempre o ídolo de todos os meninos baixinhos e gordinhos que assistiam a série. 
**DUBLADOR: GASTÃO RENNÉ**

 
* MULTI HOMEM -  Criava múltiplas cópias de si mesmo. Passava a imagem do desligado da turma, com o cabelo sempre cobrindo seus olhos (possuía um escudo com a letra "M"). Sempre falava para o vilão: "Você pegou todos, menos o original"


**DUBLADOR: CARLOS ALBERTO VACCARI**

    * HOMEM-FLUIDO -
 Podia transformar-se em líquido. Usava uma máscara de mergulho completamente inútil, pois eram seus companheiros que precisariam de máscaras. Tinha como bordão o grito: "Vamos nós - Oho!".


**DUBLADOR: OLDER CAZARRÉ**

    * BIG D - Chefe do trio. Sempre que um super-vilão entrava em cena, ele chamava o grupo para lutar contra o crime, entrando em contato com eles através de um visor na guitarra de Coil (Homem-Mola).



**PERSONAGENS / DUBLADORES**



    * Homem-Mola - Gastão Renné


    * Homem-Fluido - Older Cazarré

    * Multi-Homem - Carlos Alberto Vaccari.
*Big D - Jorgeh Ramos / Wilson Ribeiro/ José Soares (o mais frequente). 
**VAMOS REVER UM EPISÓDIO DE OS IMPOSSÍVEIS**
    


**A DUBLAGEM DA AIC**



Mais dois grandes clássicos de Hanna-Barbera que marcaram a geração da década de 1960.
A dublagem com a direção mágica de Older Cazarré, como sempre, foi perfeita na escalação das vozes para os personagens principais e convidados, além dele próprio dublar.
Gastão Renné e Carlos Alberto Vaccari foram primorosos na qualidade da interpretação de personagens de desenhos animados.



Dublados no início de 1967, Frankstein Jr. sofreu uma alteração devido a saída de Magali Sanches, abandonando definitivamente a carreira artística, dublando pouquíssimos episódios, sendo substituída por Maria Inês.

Tanto "Frankstein Jr." e "Os Impossíveis" marcam um período áureo na dublagem de desenhos realizados pela AIC, onde arte e talento dos envolvidos, nos empolgam até hoje assistir a um belo trabalho artístico !


**Marco Antônio dos Santos**