31 de julho de 2011

MEMÓRIA AIC (12): SHANE


Shane foi uma série de televisão do gênero western baseado num livro de 1949, de mesmo nome, escrito por Jack Schaefer e que pouco tempo depois, transformou-se num filme, dirigido e produzido por George Stevens, apresentado pela primeira vez em 23 de abril de 1953.

No Brasil, este filme é  conhecido pelo título de “Os Brutos Também Amam”, que inclusive foi colocado em 69º lugar numa lista de 1997, nos 100 melhores filmes de todos os tempos da AFI. Na revisão de 2007, ficou colocado na posição 45.

O filme contava a história de um misterioso cowboy chamado Shane, interpretado por Allan Ladd, que chegava numa pacata cidade do Velho Oeste, onde pequenos sitiantes lutavam para manter suas terras contra os poderosos criadores de gado, que controlavam boa parte deste local.

                                                          

O filme ganhou vários prêmios como um Oscar na categoria de melhor fotografia colorida em 1954 e também recebeu outras indicações, inclusive uma indicação ao prêmio BAFTA de 1954, no Reino Unido.

Baseado no livro e nesse filme, Herschel Daugherty e Gary Nelson desenvolveram uma série de televisão, através da Paramount Pictures Television. A série foi apresentada originalmente nos Estados Unidos pela rede ABC, entre 10 de setembro a 31 de dezembro de 1966, num total de 17 episódios, de aproximadamente 50 minutos.


O seriado narrava as crônicas que tinha início quando Marian Starett, depois da morte de seu marido, assumia a árdua tarefa de continuar a criar o seu filho Joey, assim como proteger a fazenda de um barão de terra muito cruel chamado Rufe Ryker, que não via a hora de tomar posse das terras da viúva.

Tudo ficaria muito fácil para Ryker, caso Marian não contratasse um vaqueiro forasteiro chamado Shane, que preocupado com a condição da viúva, resolve defender as terras dos malfeitores, assim como servir como uma figura paterna para o pequeno Joey.

 ** A SÉRIE NO BRASIL **

Assim como nos Estados Unidos, Shane não conseguiu o êxito do filme com Allan Ladd. A série estreou em 1968 pela TV Bandeirantes, mas seus 17 episódios não encorajaram outras emissoras a exíbi-la. Isso ocorreu porque concorriam, na mesma época, séries de western de enorme sucesso como: Bonanza, Big Valley, James West, etc, onde os roteiros eram bem finalizados. O equívoco da série Shane foi ter sido talvez muito fiel ao filme e as histórias não se desenvolveram, ficaram presas aos poucos personagens criados.

Mesmo assim, no início da década de 1970, a série foi exibida pela TV Record, a qual envolta numa crise financeira, adotou filmes e séries, quase exclusivamente, para a sua programação.

Após essa exibição, Shane retornou pela última vez em 1983, através do SBT, que estava iniciando e preenchia a sua programação também com muitas séries.

Hoje, ao assistirmos Shane, notamos que os episódios foram extremamente bem escritos e o elenco bem escolhido, porém , talvez a falta de uma caracterização familiar ofuscou a série.

***A  DUBLAGEM  DA  SÉRIE ***

Mais uma série que recebeu um excelente tratamento dado pela AIC. Devido a série ter apenas 17 episódios, não houve troca de dubladores. Hugo de Aquino Júnior foi o dublador de David Carradine e, certamente, foi um de seus melhores trabalhos na dublagem, de forma contida, séria, nos proporciona um pistoleiro realmente decidido a ser um homem de bem.

Principais atores e dubladores:


David Carradine como Shane: Hugo de Aquino Júnior.

Jill Ireland como Marian Starrett: Isaura Gomes.

Christopher Shea como Joey Starett: ???


Tom Tully como Tom Starret: Wilson Kiss.

Bert Freed como Rufe Ryker: João Ângelo.

Sam Gilman como Sam Grafton: Aldo César.


**Aqui, temos dois episódios completos de Shane, gravado da extinta Tv Iguaçu de Curitiba, antes de se integrar à rede do SBT.

**Participam os dubladores Arquimedes Pires e Muíbo César Cury**


**Participam os dubladores Yolanda Cavalcanti, Osmiro Campos e Francisco José**


**Participam os dubladores: Xandó Batista e Marcelo Gastaldi**




**Fonte de Pesquisa: Site TV Sinopse e Acervo Pessoal.

**Marco Antônio dos Santos**

22 de julho de 2011

DUBLADOR EM FOCO (108): VERINHA DARCY


** VERINHA DARCY / DÉCADA DE 1960 **


Vera Dulce Darcy, conhecida como Verinha Darcy, nasceu em São Paulo em 31 de outubro de 1945 e foi uma das maiores atrizes mirins da televisão brasileira.


Era filha da grande locutora e apresentadora Elisabete Darcy e irmã do famoso locutor esportivo Silvio Luiz.


Desde pequena mostrou-se desembaraçada e graciosa, ao recitar poesias e textos.




** VERINHA DARCY NO GRUPO TESP/ INÍCIO DA DÉCADA DE 1950


Aos cinco anos de idade, Verinha Darcy já fazia vários trabalhos para Cardoso Silva, autor e produtor de rádio.


Com a ida de sua mãe, Elizabete Darcy, para a TV Tupi, Verinha Darcy começou a fazer televisão. Trabalhou com Júlio Gouveia e Tatiana Belinky que tinham o grupo do Tesp e eram responsáveis na emissora pelos programas infantis.


Não demorou muito, Verinha Darcy protagonizou o seriado "Pollyanna", um grande sucesso da TV Tupi em 1956.




** VERINHA DARCY NO SERIADO POLLYANNA/1956 **


Verinha Darcy foi também protagonista do seriado "Heidi" e da novela "Clarissa".


Em 1966, já estava participando da novela Redenção na extinta TV Excelsior. Lá, conheceu diversos atores que estavam também integrando o elenco de vozes da AIC.

Sem nenhuma pretenção foi fazer um teste e aprovada imediatamente.

Com uma voz suave, mas ao mesmo tempo firme, Verinha Darcy iniciou dublando personagens secundários, mas foi com a 2ª temporada da série A Caldeira do Diabo (Peyton Place) que obteve o seu primeiro personagem fixo: Allinson MacKenzie, interpretada pela atriz Mia Farrow, substituindo a dubladora Nícia Soares que a dublou na 1ª temporada.

Também foi algumas vezes escalada para a 1ª temporada da série Jornada nas Estrelas, na qual dublou atrizes convidadas importantes em diversos episódios, e conseguia, apesar de muito jovem, dublar mulheres mais maduras, sedutoras ou até voz de um computador.
Segundo dubladores da época, ela possuía um grande talento para interpretação, assim era excelente atriz e dubladora.

Infelizmente, Verinha Darcy abandonou a carreira artística ainda jovem. Sua última novela é de 1968, dedicando-se a sua vida pessoal.

Com apenas 34 anos de idade, Verinha Darcy faleceu na cidade de São Paulo, em fins de 1979 de causas desconhecidas.

Principais trabalhos de Verinha Darcy na televisão:


"A Última Testemunha" (1968)

"Redenção" (1966)
"Clarissa" (1961)
"Angélika" (1959)
"Aventuras de Tom Sawyer" (1958)
"Pollyana Moça" (1958)
"Pollyana" (1956)
"Uma História de Ballet" (1956)
"TV de Vanguarda" (1954-1956)
"Heidi" (1956)
"Oliver Twist" (1955)

**Aqui, temos uma dublagem realizada por ela ao lado de Emerson Camargo na série Jornada nas Estrelas, dublando a personagem Andrea**



** Para aqueles que quiserem saber outras dublagens de Verinha Darcy, fica a sugestão de leitura do guia de dublagem da 1ª temporada de Jornada nas Estrelas, já postado neste Blog **


**Marco Antônio dos Santos**

16 de julho de 2011

GUIA DE DUBLAGEM (18): VIAGEM AO FUNDO DO MAR / 3ª TEMPORADA



A 3ª temporada da série Viagem ao Fundo do Mar (1966-67) é uma das mais lembradas pelos fãs, devido aos roteiros dos episódios abordarem praticamente ficção científica. Há uma grande variedade de enredos e que cativaram milhares de fãs, cujos episódios trazem uma grande diversidade: lobisomens, sereia, monstros marinhos, alienígenas e até uma múmia.

Mesmo assim, há alguns episódios que remetem à 1ª temporada, com um toque de espionagem e “guerra fria”, como “A Bomba Perdida” e “Destruam o Seaview”.

Richard Basehart e David Hedison se consagram definitivamente como os grandes protagonistas da série, interpretando vilões alienígenas. Há também uma maior participação do elenco de apoio nos roteiros, assim os personagens Chip Morton, Chefe Sharkey, Kolwaski e Patterson ficam mais interligados às tramas. A partir desta temporada, o ator Richard Bull passa a ser definitivamente o médico do Seaview, o qual também interage mais com os demais personagens.
Ao contrário das duas temporadas anteriores, não há mais a presença de atrizes convidadas e nem de externas. Todo o episódio é filmado em estúdio.


**A DUBLAGEM DA SÉRIE**

Esta temporada apresenta algumas alterações. Hélio Porto já havia saído da AIC e, portanto, nunca identificamos quem continuou a tradução da série. Já a direção de dublagem, segundo informações de alguns dubladores, ficou com Dráusio de Oliveira.

Esta temporada foi dublada no início de 1968 e apresentou algumas alterações quanto ao elenco fixo de dubladores.

**ELENCO FIXO /  PERSONAGENS / DUBLADORES /**

*Richard Basehart (Almirante Nelson):
Ronaldo Baptista.

*David Hedison (Capitão Lee Crane):
Osmiro Campos.

*Robert Dowdell (Chip Morton): Wilson Ribeiro.

*Terry Becker (Chefe Sharkey):
 Ary de Toledo (a maioria dos episódios),
 Newton Sá e Francisco José (assinalamos em cada episódio a mudança).

*Del Monroe (Kolwaski): Batista Linardi.

*Paul Trinka (Patterson): Sílvio Navas.

*Arch Whiting (Sparks): José Miziara.

*Richard Bull (Médico do Seaview):
 Newton Sá (1ª voz) e Wilson Kiss (2ª voz).

*Narração de abertura: Carlos Alberto Vaccari.


*ELENCO CONVIDADO / PERSONAGENS / DUBLADORES / 26 EPISÓDIOS*


 59 – O MONSTRO DO INFERNO

        *Arthur Hill (Lindsay): Rebello Neto.
        *Dick Tufeld (Voz do cérebro alienígena): Magno Marino


                                           
60 – O LOBISOMEM

        *Charles Aidman (Dr. Holis): João Paulo Ramalho.
        *Douglas Bank (Witt): ???


61 – O DIA EM QUE A TERRA ACABOU

       *Skip Homeier (Senador William Dennis): Carlos Alberto Vaccari.


62 – NOITE DE TERROR


        *Henry Jones (Dr. Elton Sprague): Eleu Salvador.


63 – OS TERRÍVEIS BRINQUEDOS

        *Paul Fix (Sam Burke): José Soares.
        *Francis X. Bushman (Homem velho): Eleu Salvador.
       *Jim Mills (Voz do Líder alienígena): Astrogildo Filho.


64 – DIA DE CRUELDADE

         **Não houve atores convidados**

65 – ÁGUAS MORTAIS

        *Don Gordon (Stan Kowalski): Rebello Neto.
        *Lew Gallo (Kruger): Marcelo Ponce.
        *Harry Lauter (comandante Finch): Marcelo Gastaldi.


66 – O SER INTERESPACIAL

        *Hugh Marlowe (Bainbridge Wells): Aldo César.

67 – A VIGÍLIA DA MORTE

        *Sue England (Voz feminina): Líria Marçal.

68 – INVASÃO MORTAL

        *Warren Stevens (Sam Garrity):
 Hugo de Aquino Júnior.
        *Michael Fox (General Haines): Francisco José.


69 – O SUBMARINO FANTASMA

         **Não houve atores convidados**

70 – O HOMEM VEGETAL

        *William Smithers (John Wilson / Ben Wilson): Flávio Galvão.

71 – A BOMBA PERDIDA

        *John Lupton (Dr. Bradley): João Ângelo.
        *Gerald Mohr (Athos Vadim): Aldo César.
        *George Keymas (Sr. Zane): Arquimedes Pires.
        *Gene Le Belle (Beeo): Magno Marino.
        *Orwin Harvey (Badar): ???


72 – A MARCA DO MONSTRO

        *Terry Becker (Chefe Sharkey): Newton Sá.
         *Richard Bull (Médico do Seaview): Wilson Kiss.


OBS> A partir deste episódio o ator Richard Bull passa a ser dublado por Wilson Kiss.

73 – A CRIATURA

        *Lyle Bettger (Dr. Horace King): João Angelo.
        *Terry Becker (Chefe Sharkey): Newton Sá.



74 – A MORTE VEM DO PASSADO

        *John Van Dreelen (Almirante Gustave Von Neuberg): Mário Jorge Montini.
        *Jan Merlin (Tenente Froelich): Marcelo Gastaldi.
        *Terry Becker (Chefe Sharkey): Francisco José.



75 – O MONSTRO INCANDESCENTE

        *Alfred Ryder (Dr. Bergstrom): Eleu Salvador.
      *Don Knight (Dr. Sven Larsen):
 Roberto Marquis.
        *Jim Mills (Voz do ser flamejante):
 Antônio Cardoso.
                                          
76 – OS HOMENS FÓSSEIS

        *Brandon Dillon (Capitão Jacob Wren): foi dublado na voz inglesa por Bart La Rue
       *Bart LaRue (a voz do Capitão Jacob Wren): Carlos Alberto Vaccari.
        *Jerry Catron (Richards): Hugo de Aquino Júnior.


77 – A SEREIA

        *Diane Webber (Sereia):
 esta personagem não fala.


78 – A MÚMIA

           *Patrick Culliton (Mac): ???
           *Ted Jordan (Tripulante de reparos): Antônio Cardoso.


79 – O HOMEM SOMBRA


        *Tyler Mcvey (General Blake): José Soares.
        *Jim Mills (Voz do Homem Sombra): Dráusio de Oliveira.
        *Jerry Catron (Homem Sombra): dublado na voz inglesa por Jim Mills.


80 – NINGUÉM ESCAPA DA MORTE

      *Paull Carr (Clark):  Dráusio de Oliveira.


81 – A ILHA DO JUÍZO FINAL

        *Jock Gaynor (Lars, o anfíbio): Wilson Kiss.



82 – OS HOMENS DE CERA

        *Michael Dunn (palhaço): Waldyr Guedes.



83 – A NUVEM MORTAL

        *Robert Carson (Jurgenson): João Ângelo.
        *Bill Baldwin (Bill-Aide): ???
        *McFadden Scott Darryl (Invasor da nuvem): Sérgio Galvão.

84 – DESTRUAM O SEAVIEW

        *Arthur Space (Dr. Land): Dráusio de Oliveira
       *Jerry Catron (Líder da patrulha inimiga): ???
        *Gregory Morton (A Voz): João Paulo Ramalho.


    **Mesmo tendo havido pequenas alterações no elenco fixo de dubladores, a dublagem da 3ª temporada apresenta a qualidade extraordinária da AIC!


        Mais uma dublagem inesquecível desses grandes talentos que participaram!


**FOTOS: Fã e colecionador: Michael Bailey**

**Colaboração: Marcus Anversa**


**Marco Antônio dos Santos**